02 agosto, 2010

Conspiração de amor ♥ (três)



Parte 3
Vagueando pelo passado
Já não havia mais lágrimas para chorar, nem mais imagens para relembrar. Fiquei completamente destruída, mas com uma tremenda vontade de o ver. Sentimentos contraditórios, eu sei.
Enquanto vasculhava as pastas de imagens da reciclagem encontrei uma especial e o seu nome chamou-me a atenção: ‘Reviravolta do passado ♥’ Não sabia o seu conteúdo e nem me atrevi a abri-la, no entanto não a eliminei.
Na pasta ‘Retalhos da vida ’ encontrei 185 músicas à escolha, mas só seleccionei 12 para ouvir. Não eram umas músicas quaisquer, eram as nossas músicas. Estava a desfrutar delas quando aquelas malditas imagens interferiram e arruinaram os meus pensamentos. Pensamentos consideravelmente estranhos após o que se tinha sucedido há umas horas atrás. Enfim … desta vez venci. Expulsei todas as minhas fraquezas e os medos lancei-os para o futuro distante. Adiar os problemas não resolve a situação mas diminui a minha dor. Aquelas imagens faziam parte dos medos, mas não dos que lancei para o futuro. Elas foram excepção, ficando no passado. Era o sítio indicado para elas. Não foi fácil, mas eu consegui e fico orgulhosa disso.
Já não me aguentava em pé, eram emoções a mais para mim e fui deitar-me. Aconcheguei-me no meio de memórias e conversas com o meu coração e passei a noite nisso. Afoguei-me em lágrimas de orgulho e de felicidade, de tristeza também, quando imaginava que mais nenhuma lágrima se derramaria.
No dia seguinte acordei cedo demais e decidi arrumar o meu quarto. Não é que estivesse muito desarrumado, mas não tinha mais nada para fazer … enquanto organizava os milhares de cartões de memória da minha máquina fotográfica encontrei um de 3GB que não sabia que existia. Curiosa coloquei-o na máquina que por sua vez estava descarregada, e de seguida procurei o carregador da mesma. Liguei a máquina ao PC. Era apenas uma pasta de imagens que preenchia o cartão, tal como preenchia uma pequena (grande) parte do meu coração. Depois de as ver e rever recordei todos os momentos que passamos, só eu e o J. Eram as imagens dos nossos encontros, das nossas brincadeiras e asneiras, resumindo … estava lá a nossa relação toda. Uma imagem passada, uma lágrima derramada e uma emoção desconhecida. Fiquei naquele impasse minutos a fio … desconhecendo a verdadeira razão do acontecimento.
Não suportava mais aquele calor que se fazia sentir dentro de casa e saí. Passeei por entre as árvores densas da floresta até que, contrariada, estava na clareira onde tudo começara. Não queria recordar nada do que se passara na noite anterior e corri tentando desviar-me de todos os caminhos que me forçavam a fazê-lo. Queria mesmo ir para o telhado, mas não podia, ou talvez pudesse. Combati essa mágoa e subi ao cimo do orgulho. Nos primeiros segundos aquele sítio fez-me relembrar toda a ocorrência da noite passada, mas consegui combater tudo isso.
Ouvi uns barulhinhos e por instinto olhei para o lado e qual é o meu espanto ao deparar-me com J. a subir ao telhado. Sentou-se ao meu lado e eu apercebi-me que algo mais ia acontecer…


Nota 1: No meu PC há apenas uma pasta principal, a minha pasta, que por acaso se chama ‘Retalhos da vida ’ e nessa pasta tenho uma outra com 185 músicas e ouvi apenas 12 para me inspirar. Interessante, não?
Nota 2: Há continuação no próximo post (:
Nota 3: Para quem ainda não sabe, esta história não é verídica!
Nota 4: Postarei os selos do Flávio assim que puder!  xD

103 comentários:

  1. Vou esperar, fervoramente, pelo próximo post!!! Esta historia é lindaa... ;D

    ResponderEliminar
  2. Esta saga está a ganhar contornos literários de fazer inveja a muitos escritores. Estás a coseguir imaginação adequada às situações e a enquadralas na perfeição quer cronológica quer temporalmente. E o engraçado é que terminas cada episódio quase de forma convidativa ao seu seguimento. Muito bom, gosto do que tenho lido.

    ResponderEliminar
  3. ai que lindooooo texto meu amor *.*
    derro-te com essas palavras $;

    (resposta ao teu comentário: quero pôr-te a sorrir, mas muito mais)

    ResponderEliminar
  4. está a ficar um texto muito bonito escrever muito bem +.+
    amo-te muito!
    e espero continuação :$

    ResponderEliminar
  5. acredita amor, tenho a certeza que toda a gente está a gostar +.+
    e quero muito a continuação :$
    amoo-teee minha menina <3

    ResponderEliminar
  6. ó não tens nada que pedir desculpa .

    ResponderEliminar
  7. adorei a história :) quero ver a continuação

    ResponderEliminar
  8. - ó não, nem todas as pessoas estão 24h disponíveis para mim xb.

    ResponderEliminar
  9. tenho gostado tanto destes últimos post's , o que eu mais amei foi a Parte2.

    ResponderEliminar
  10. esta lindo +.+
    vamos la ver a continuação *,*
    cada vez melhor :b

    ResponderEliminar
  11. olha que assim tens de gostar mesmo mesmo muitooooooooo $;

    ResponderEliminar
  12. a minha princesinha é tão fofinhaaaaa *.*

    ResponderEliminar
  13. ó amor tu escreves tão bem :3
    amo-te muito «3
    obrigada por tudo linda ;$

    ResponderEliminar
  14. e a minha metade é a mais linda e fofinha *.*

    ResponderEliminar
  15. completamente fofinha *.*
    olha metade, vou-me deitar, já tenho os olhos cansados de aqui estar.
    até amanhã METADE <3

    ResponderEliminar
  16. Não, desta vez vai ser uma vitória para mim :D

    ResponderEliminar
  17. Um dia os teus amigos verão essas cartas e perguntarão: de quem são ? Dirás que era teu amigo. E... isso vai doer tanto! Era teu amigo, foi com ele que viveste os melhores momentos da tua vida.
    A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas voz novamente... sentirás o teu grupo incompleto... reunireis para um último adeus a um amigo. E entre lágrima vos ireis abraçar...
    Fareis promessas de vos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vida isolada do passado... e vos perdeis no tempo...
    Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...

    ResponderEliminar
  18. eu disse-lhe que era pra ele e ele todo estranho:
    quem é esse?
    memo depois de dizer o nome dele -.-
    achas normal? -.-

    ResponderEliminar
  19. OH MEU AMOR, ESTÁ TÃO LINDO. Não me canso de dizer que estou a adorar ler esta história. Continua a escrever tão bem como escreves. Espero pela continuação :)

    Beijinhos <3

    ResponderEliminar
  20. sou sincera e estou mesmo a adorar :)

    LY PRINCESA

    ResponderEliminar
  21. a minha BIA é linda *

    p.s: vi as fotos na janela SOBRE MIM $:

    ResponderEliminar
  22. aii, vejo tão bem de perto e de longe :)

    <3

    ResponderEliminar
  23. Os dois errais, mas será só tu que estarás a sofrer? Quererias poder saber o que ele estava a pensar, mas não consegues. Perguntar-lhe o que te quer dizer e que não diz. Perguntar-lhe se as recordações restam apenas em ti, ou em ambos... mas não tens resposta, como já esperavas... resta-te permanecer, nesse horrível e horrendo silêncio, no qual os momentos passados, serão a luz da força que te motiva a continuar .

    ResponderEliminar
  24. pra ele tb acho xD
    mas achas isto normal para uma pessoa normal? :o

    ResponderEliminar
  25. aw o:
    ele tb n e normal, nao é assim Bia? *-*

    ResponderEliminar
  26. ahh eu julgava que isto era uma historia veridica (porque so li este capitulo lol), ja vi que tenho de ler os anteriores :p

    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  27. Obrigada :D
    Eu também vou seguir o teu e com bastante interesse. És uma escritora extraordinária e tens uma imaginação incrível, levas qualquer pessoa a entrar num sonho imaginando as tuas histórias. E vou-te confessar, eu podia jurar que estas histórias eram verídicas. Não sei mesmo como o consegues fazer, mas dou-te o mérito por tal. Já eu só consigo escrever sobre o que vivo e sinto :$

    ResponderEliminar
  28. Acho que fazes muito bem em ver, são muito bons :b

    ResponderEliminar
  29. Um obrigada sincero pelas palavras e pela força querida (:

    ResponderEliminar
  30. Realmente não tinha conseguido, mas já estou a seguir-te. Obrigada, mas tenho de admitir que todas nós sonhamos com essas histórias sabe-las expressar é que já não é assim tão fácil. E pelo que me pareceu és novinha, tens 13 anos, certo? Se assim o é, ainda estás mais de parabéns, porque tens uma grande imaginação. E podes realmente vir a ser uma grande escritora. Continua, dás às pessoas uma grande vontade de ler o que escreves ;)

    ResponderEliminar
  31. Eu gostei, agora depende dos teus gostos também :b

    ResponderEliminar
  32. só espero que desapareça de vez meu amor. muito obrigada <3

    p.s: era resposta ao teu outro comentário no meu outro post.

    ResponderEliminar
  33. Não menosprezes aquilo que fazes. Não é qualquer pessoa que escreve, da forma como tu escreves. És novinha, ainda vais viver muito e com isso melhorar ainda mais os teus textos, inspirando-te nos teus próprios momentos vividos. Não é que seja necessário uma grande melhoria :D

    ResponderEliminar
  34. ohh *.* que fofinha <3

    sabes, eu também te quero sempre bem, sempre de sorriso na cara . minha querida disseste sim, porque tu és LINDA LINDA LINDA *

    ResponderEliminar
  35. meu amor, eu estou correcta. eu disse assim do tipo: disseste disparates SIM . é este sim a qe me refiro.

    ly

    ResponderEliminar
  36. não tem problema algum, minha baby :)

    eu também já estou com algum e vou descançar. é melhor. desejo-te uma boa noite meu bem <3

    p.s: és linda RAIOS :b

    ResponderEliminar
  37. A história ta ficando linda demais, cada vez quero ler mais!

    bjos

    ResponderEliminar
  38. Olhaste ao longe e baixaste a cabeça . Sentias que a tinhas de erguer , mas não conseguias, querias conseguir permanecer no silêncio de tão incompleto momento, onde tu tentavas dar algumas palavras. observavas os seus gestos, sentias-te longe dele mas ouvias o seu respirar. Recordas aquele momento de loucura, no qual as tuas palavras foram ditas com sentimento. Aquelas palavras que tu tentaste dizer, para depois de cada palavra, de cada passo, tu o abraçares... enches-te agora de perguntas. Como tu querias tanto ter essa oportunidade para dizeres o que sentias e não te saiu nada? Porquê? Sairam-te simples palavras a indirectamente dizer, 'Não é nada, esquece... mas tu tinhas tanto a dizer, tinhas tanto para lhe pedir, tanto para lhe confessar, mas nada saiu, nada conseguiste dizer. Sim, sentias-te triste, a ve-lo passear com os seus amigos, a brincar com eles, a sorrir ao lado deles. Tu tentavas divertir-te com os teus, dar gargalhadas, mas não conseguias sorrir, o que tu mais gostas de fazer na vida, SORRIR!
    Por vezes erramos tanto...

    ResponderEliminar
  39. Acho quase impossível não gostarem daqueles dois filmes.

    ResponderEliminar
  40. Minha querida, muito obrigada pelos selos (:

    ResponderEliminar
  41. Quando editas mais desenvolvimento? Estou curioso por ver novos desenlaces. Vai escrevendo que o pessoal está com muita expectativa. Força nessas teclas.

    ResponderEliminar
  42. obrigada, ofereço-te um selo esta nos selos /desafios. $:

    ResponderEliminar
  43. Adorei... espero poder continuar lendo essa história. Adoro romances, sei lá, me encanta ouvir palavras que descrevem a paixão - um sentimento parecido - Espero a 4ª parte do post...
    Bjão... Abraços.

    ResponderEliminar
  44. nao e a quem quiser e a QUANTOS.
    tu propria escolhes o numero.

    ResponderEliminar
  45. Selinho para ti no meu blog querida (:

    ResponderEliminar
  46. Obrigadaaa *.*

    já tinha recebido o selo, por isso meto uma pequena nota a dizer que recebi o selo quando postar um post novo <3

    ResponderEliminar

Faz-me sentir que és única(o) pela beleza, pureza e sinceridade das palavras que transmites. Escreve com o coração e deixa-o encaminhar as mãos às teclas certas.