09 agosto, 2010

Conspiração de amor ♥ (cinco)




Parte 5
As horas foram passando e começou a anoitecer. Ele disse que já se fazia tarde e que tinha de ir para casa. Como é óbvio eu deixei-o, não o podia manter meu prisioneiro. Acompanhei-o à porta e despedimo-nos com um simples beijo … foi embora mas deixou um sorriso e uma promessa: ‘volto amanhã!
Dirigi-me para o meu quarto e deitei-me na cama. Estava tão feliz … acho que nunca sentira aquele aperto tão forte no coração. Adormeci …
No dia seguinte … quando acordei ele estava ao meu lado a fazer-me carícias no cabelo. Mal abri os olhos ele deu-me um beijo. Doce demais para mim, porque eu não merecia que ele fosse tão carinhoso para comigo.
Tomei banho e vesti-me. E quando voltei ao quarto ele convidou-me para ir dar um passeio pela praia e como devem imaginar era impossível recusar.
Para meu espanto fomos o caminho todo calados. Fiquei com uma sensação estranha …
Entretanto chegamos e foi agradável, ao fim de uns anos, voltar a sentir os pés na areia macia da praia e na água gélida do oceano. Era como renascer de novo …
Finalmente, o diálogo iniciou-se …
Ele: Vou sair daqui …
Eu: Ah?
Ele: Vou embora daqui.
Eu: Daqui de onde?
Ele: Embora da cidade. A minha mãe quer levar-me para Inglaterra.
Eu: Inglaterra?
Ele: Sim. Os meus pais vão divorciar-se …
Eu: Sabes que sou a primeira a não admitir namoros à distância. Por isso … quando fores … acaba tudo … entre nós.
Ele: Tem mesmo de ser assim?
Eu: Tem. Não vou ficar presa a ti novamente J.
Ele: Eu não queria nada disto.
Eu: E eu queria?
Ele: Não …
Eu: Então pronto, J.
Ele: Eu amo-te … vamos deixar isto a meio?
Eu: Desculpa! Eu prometi a mim mesmo que não sofreria mais por ti.
Ele: Prometes-te?
Eu: Sim. É melhor cortar o mal pela raiz, não achas?
Uma lágrima foi derramada por cada um de nós. Naquela praia, no dia 25 de Março de 1987, o ‘nós’ daquela relação deixou de existir. Passámos a ser apenas um rapaz e uma rapariga, livres.
Eu: O fim é assim. Definitivo e cruel, tal como o nosso. Este é o nosso fim, por muito que doa … este é o fim que nenhum de nós queria. Este é o fim, simplesmente isso J.
Ele: Sim. Por muito que me custe eu tenho de aceitar que este é o fim sem recomeço.
Eu: Eu amo-te muito e continuarás a ser o amigo especial que nunca esqueci.
Ele: Está bem. Promete-me só que um dia poderei voltar a ver-te!
Eu: Sim, um dia …
O ‘nós’ acabou ali. Foi cessado por um último beijo de despedida bem longo para que não deixasse saudade. E naquela praia estiveram dois meninos que se amavam …
Aquele foi o nosso fim. Inesperado, cruel e definitivo.
Era uma vez uma menina e um menino que se conheceram e começaram a gostar um do outro. Namoraram, ele traiu e ela afastou-se. Foi para bem longe … Ele não resistiu à distância e fez de tudo para se aproximar. Quando finalmente consegue recebe a trágica notícia do divórcio dos pais e da estúpida ideia da mãe o querer levar para Inglaterra. E foi naquela praia que dois meninos cessaram o ‘nós’. Cada um viveu a sua vida nunca esquecendo o ‘grande amor’!
Fim.
Ele: Então querida, a Isabel conseguiu dormir?
Ela: Sim. Fizemos bem em guardar uma boa recordação da nossa história, não fizemos?
Ele: Foi essa que lhe leste?
Eu não disse que nos casamos. Só contei até à parte do ‘nós’ ter acabado.
Ele: Essa parte …
Eu: Esquece. Agora estamos bem, não estamos?
Ele: Sim!
Eu: Então pronto!
E este casal bonito, com uma filha linda viveu feliz para sempre (:

144 comentários:

  1. quer dizer, o final da história, da maneira como terminou,
    amei ler tudo *-*

    ResponderEliminar
  2. obrigada, também te deixei um selinho :)

    ResponderEliminar
  3. que lindoo +.+
    que final mais feliz, e lindoo (;
    gostei mesmo de todo este teu texto!
    desde a primeira até á ultima palavra ... (L)
    amo-te!
    e espero que faças mais textos, porque tens mesmo jeito para isto|

    ResponderEliminar
  4. ahah :D que tonta. mas eu sou teimosa e pronto :b faz lá o desafio :b

    Agora falando deste texto: o 25 até me doeu e o final foi lindo . pelo meio, caiu-me uma lágrima por saber que tinham de acabar o "terminar" mas contudo, toda a historia em si é linda, profunda e de uma escrita impecável, já para não falar da autora. <3 ly

    ResponderEliminar
  5. Fantástico. Fiquei com vontade de ler a história outra vez, do princípio ao fim. Tens tanta imaginação :)
    Se quisesses escrever um livro, tinhas aqui uma boa ideia.
    Beijos e parabéns, adorei :b

    ResponderEliminar
  6. eu percebi a moral e fez-me pensar muito em alguns casos* é sempre bom alguém ler esta história porque a sua mural faz parte da vida e do dia-a-dia, love.

    o que aconteceu? se quiseres dizer, claro.
    falei do numero porque esse numero foi o dia em que o R me pediu em namoro. nunca me esquecerei :c

    ResponderEliminar
  7. e eu AMO-TE com tudo o que tenho <3

    ResponderEliminar
  8. Pelo que vi tens imaginação para dar e vender :D
    Ainda vou comprar um livro teu

    ResponderEliminar
  9. desculpa *

    meu amor, tens de ser forte, seja qual a razão. sê feliz, muito. eu estou aqui, tu sabes bem <3

    ResponderEliminar
  10. talves, love *

    estou aqui <3 , continua a escrever *

    ResponderEliminar
  11. Sim mas tu tens as condições para isso. E tens toda a tua vida pela frente para as desevolver ainda mais 8)
    Se queres muito isso, nunca desistas e acredita que consegues. Porque tu consegues mesmo!

    ResponderEliminar
  12. O amor é assim tla como tudo não é perfeito e também tal como tudo não é para sempre :'$
    Gostei imenço !

    http://sem-rumo-o-caminho-e-pra-frente.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  13. Fiquei muito emocionado. Confesso, até, que me vieram algumas lágrimas aos olhos, aquelas mais rebeldes. Soubeste dar a volta perfeita para o desfecho "conspiração de amor". Fico muito contente e até muito agradecido ao reconhecer esta tua qualidade para a literatura romãntica. Tiveste um princípio muito bom, desde logo cativador e deste um final melhor ainda. Não imaginava o desfecho porque tudo me parecia real mas ele surgiu de forma a dar um misto de e alegria a todos quantos leram e seguiram este romance.
    Que mais posso dizer que não tenha já sido dito? Creio que estás embrenhada no admirável mundo das letras.

    ResponderEliminar
  14. Faço minhas as palavras do Jorge.
    Muito bem meu amor. Já te disse que tenho imenso orgulho em ti? A minha opinião ácerca desta admirável história já foi dada. Amei o desfecho final, foi completamente inesperado. Lindo, verdadeiramente surpreendente. Espero mais histórias cativantes da tua autoria, que me prendam a atenção do principio ao fim.
    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  15. adorei, comecei a ler o penúltimo diálogo e fez-me ter vontade de ler todas as 5 partes!
    está muito gira, a história. tens bastante jeito para escrever, continua *-*

    ResponderEliminar
  16. se fizeres isso, agradecia-te! fiquei mesmo muito entusiasmada a ler estes teus fantásticos textos :)

    ResponderEliminar
  17. Desafio/Música para ti no meu blog :b

    ResponderEliminar
  18. É quando quiseres :b
    Gostaste da música? :$

    ResponderEliminar
  19. Oh, ainda bem. É que não sabia qual escolher.

    ResponderEliminar
  20. sei mais ou menos :)
    também fico radiante quando recebo elogios :b

    ResponderEliminar
  21. Antes de saberes ou não se consegues, tenta, a sério. Quantas raparigas da nossa idade já não editaram livros? É certo que não são muitas, mas ainda são algumas!
    E tu tens mesmo muito talento com as palavras.

    ResponderEliminar
  22. Eu também adoro o início das aulas, pela mesma razão que tu. Não sei porquê, mas não me dou muito bem com cadernos. Nem com cadernos nem com dossiers. É sempre um dilema! Não paro de arrancar folhas e passá-las de novo porque acho que estão horríveis :x

    e muito obrigada, és uma querida :D

    ResponderEliminar
  23. Depois as folhas do caderno acabam :| e tenho que comprar outro xD
    Só sou perfeccionista com algumas coisas (infelizmente).

    ResponderEliminar
  24. duvido muito que consiga fazê-lo, mas vou tentar *

    ResponderEliminar
  25. é bom que não te esqueças, porque eu vou xD sou bastante esquecida :s

    ResponderEliminar
  26. É sempre bom ver um final feliz!

    Beijocas doces***

    ResponderEliminar
  27. Adorei... e concordo c/ mtos, vc deveria tentar escrever um livro...

    Kisses!!!!!

    ResponderEliminar
  28. é que fiquei mesmo apaixonada pelo teu blog :o
    sigo já ;)

    ResponderEliminar
  29. não é preciso agradeceres :b
    é bom saber que temos coisas em comum ;)

    ResponderEliminar
  30. ficar bonito, fica, mas não é necessário, a sério :b

    ResponderEliminar
  31. peço desculpa :o
    força do hábito x)

    ResponderEliminar
  32. Se entre pedras pode haver uma flor, por que entre vós não poderia haver amor???
    Repito o que já disse, não podia estar melhor, foi... fantástico!!!
    Amar é ter o céu e querer apenas uma estrela, amar é ter o oceano e querer apenas uma gota, amar é ter o universo e querer apenas uma pessoa, ele.

    ResponderEliminar
  33. Ai, que lindo. Adorei a imagem também (:

    ResponderEliminar
  34. Já publiquei o teu selo no meu blogue :D
    Obrigada @

    ResponderEliminar
  35. meu amor, selo oficial do meu blog. sff levar :) <3

    ResponderEliminar
  36. Aiii que linda esta história *.*
    vou seguir, espero que não te importas (':

    ResponderEliminar
  37. Quando eras criança aprendeste o ABC. Agora que cresceste aprendeste a amar. Saber como definir o amor que se sente por alguém é com uma simples explicação, basta dizer com humildade que o amamos. O importante não é ter riqueza, o importante é saber amar e se um dia entrares numa guerra luta pela pátria, mas se entrares por amor luta por quem amas porque amar não mata ninguém, o que mata é ver quem amamos noutros braços.
    Adorei o teu romance. Desejo-te umas boas férias, muita inspiração e força de vontade para continuares a ser uma boa escritora.

    ResponderEliminar
  38. O teu blog é TÃO fantástico, claro que vou seguir :p
    Oh, muito obrigada mesmo :$ fico sim com ele ^^ em breve vou posta-lo! *

    ResponderEliminar
  39. Obrigada :)
    O prazer é todo meu ^^

    ResponderEliminar
  40. Oh, obrigada, fico pois :$
    ontem estive a ver o teu blog, e vi o sobre ti, fiquei parva quando soube que tinhas 13 anos :o, pensei assim: 13 anos e já escreve assim ?!! Imagina quando for mais velha.
    E aposto que não devo ter sido a primeira e certamente a última a pensar assim e dizer algo do genéro...

    ResponderEliminar
  41. Eu tenho a certeza que vai progredir, mas tenho mesmo. Infantil ? Nada de infantil!
    E escreves, acredita, escreves maravilhosamente bem, é supreendente com apenas 13 anos, eu nem acredito... As minhas primas têm a tua idade e ainda brincam as bonecas -.-
    Sabes, há programas na tv que descobrem cantores e dançarinos com apenas 10 anos ou pouco mais, também deviam fazer programas para escritores e tu serias uma forte candidata a vendecedora sem dúvida *.*

    ResponderEliminar
  42. O nome disso é talento, sem dúvida!
    és tão humilde :)

    ResponderEliminar
  43. obrigada minha querida. acho que a mãe da criança podia ter tido mais cuidado com a criança porque revela parte de descuido. uma vez a minha mãe estava comigo e com os meus três irmãos na praia e o meu irmão vinha para a toalha e perdeu-se: passou por nós e não nos viu, já estava a ir para ao pé do nadador salvador e a minha mãe chamou-o, foi uma questão de segundos se o mesmo se passasse com a senhora..

    ResponderEliminar
  44. és pois, porque só sendo humilde para não conseguir ver este talento que carregas contigo!

    ResponderEliminar
  45. Estás COMPLETAMENTE errada! mas pronto :) tens que acreditar em ti também.

    ResponderEliminar
  46. Siim, eu li que eras muito teimosa x)
    ainda bem que tive essa sorte :p mas é que és mesmo talentosa, e tu tens que saber disso também, não são só os outros que têm que ter essa ideia, tu também tens que ter (principalmente).

    ResponderEliminar
  47. É que é mesmo isso :) assim já é outra conversa!

    ResponderEliminar
  48. Obrigada pelas palavras, disses-te tudo (:
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  49. o que mais me doeu saber foi o facto de o homem ver a menina passar aflita e não a ter abordado.

    ResponderEliminar
  50. Desculpa a invasão, mas adorei o texto e o blog :)
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  51. Lindo texto adorei.
    continuarei a seguir-te porque esta' mesmo espectacular.

    ResponderEliminar
  52. adorei *.*

    muito obrigada por seguires, vou seguir também

    ResponderEliminar
  53. A sério que não, o mérito é teu (:

    ResponderEliminar
  54. sim, sim, porque pelo que já li, tu escreves mesmo bem *.*

    ResponderEliminar
  55. que lindo blog gostei mesmo (:
    posso seguir ?

    ResponderEliminar
  56. claro podes acreditar *-*
    obrigada (:

    ResponderEliminar
  57. é um uau mais uau por causa das pausas e da baba e de tudo !

    :3 thank you *

    ResponderEliminar
  58. É tão bom saber isso minha querida (:

    ResponderEliminar
  59. Muito obrigada :$ La está, também não acho que o que escrevo seja especial. Acho que nunca achamos quando somos nós a fazer, porque escrevemos com o coração e não temos a noção do que pode provocar nas pessoas.

    ResponderEliminar
  60. Eu digo o mesmo, ainda bem que há alguém que me compreende ahah :D

    ResponderEliminar
  61. Muitas vezes até acham que só dizemos que não achamos nada de especial, para que nos digam que está. Não percebem que por termos sido nós a escrever, por ser uma parte de nós, aquilo, aos nossos olhos, apenas relata vivências nossas

    ResponderEliminar
  62. É que para nós é normal aquilo que escrevemos, porque não estamos à espera que a forma como escrevemos histórias nossas tenha significado para as outras pessoas. Por exemplo, as reacções que tenho no final dos textos, quando vejo que carregam na opção "está fantástico", fico muito grata por isso, mas eu não consigo dizer que está fantástico.

    Não sei, mas parece que penso :D

    ResponderEliminar
  63. Sabe sempre bem ouvir/ler isso, é gratificante por significa que passamos uma mensagem às outras pessoas e que há quem se identifique com o que escrevemos.

    Escrever um livro sempre foi um sonho, desde pequenina que adoro escrever e sempre disse que queria ser escritora. Mas só o farei quando estiver preparada, quando achar que é o momento certo. Acho que ainda preciso de amadurecer e melhorar imenso. Por isso, agradeço quando me dizem "devias escrever um livro", mas ainda não chegou a hora :D

    ResponderEliminar
  64. Pois é como eu. Sempre gostei de escrever e escrevo porque me sinto bem, porque gosto de dar asas à imaginação e ver onde ela me leva. Nem sempre o que escrevo está relacionado comigo, por vezes são histórias que crio, mas muitos dos textos têm partes mais pessoais. E sempre que escrevo sinto-me livre e leve.

    Quem sabe se um dia não escrevemos um :D

    ResponderEliminar
  65. É sempre tão bom quando nos dizem que gostam do que escrevemos, que está bom, está bonito, que se identificaram.
    É como eu, muitos dos meus textos anteriores não são veridicos, são histórias que imagino e que vão ganhando forma à medida que vão escrevendo. Há outros que não sendo totalmente veridicos têm partes da minha vida real e há outros que são mesmo veridicos.
    Nós seguimos um caminho e vamos escrevendo conforme o coração nos manda.

    Quem sabe mesmo :D

    ResponderEliminar
  66. Também eu! É claro que preferimos receber sempre boas criticas, porque é sinal que estamos a fazer um bom trabalho, mas as negativas também fazem parte, porque nos põem à prova, nos fazem querer melhor e nos mostram que temos de arriscar mais um pouco.
    Ora nem mais, somos livres de escrevermos o que quisermos

    ResponderEliminar
  67. Exacto, e quanto mais depressa percebermos isso, melhor é para nós. Estaremos mais preparados (:

    ResponderEliminar
  68. Quem não aceitas criticas, então não pode expor o seu trabalho. Sempre que publicamos um textos corremos o risco de ver nos comentários algum ou alguns que digam que não gostaram, e têm o direito de o fazer.
    Temos de saber aceitar as criticas e aprender com elas, só assim podemos melhorar

    ResponderEliminar
  69. Obrigada :)
    - Adorei o teu blog. Sem dúvida. Escreves bem e com muito sentimento. Parabéns. Já te sigo também : ) *

    ResponderEliminar
  70. Há e, infelizmente, não são tão poucas quanto isso, mas como disseste "quanto a isso não há nada que se possa fazer". Têm de mudar por elas

    ResponderEliminar
  71. Espero mesmo que haja um recomeço :x

    ResponderEliminar
  72. obrigada (: vou te seguir também .

    ResponderEliminar
  73. Bela forma de finalizar algo já tão bonito!

    ResponderEliminar
  74. obrigada, se nao tiveres o meu fica tambem tu com ele !
    eu NAO concordo!
    (ja nem me lembro de que que estamos a falar xb)

    ResponderEliminar
  75. obrigada por cada palavra ali escrita. acredita, custa-me falar dele, por ele ser quem é. depois amanhã conto-te tudo (se quiseres, claro, querida)
    muito obrigada mais uma vez.
    beijinho *

    ResponderEliminar
  76. Oi, passei pelo teu blog e adorei. Já estou a seguir :). Passa também pelo meu blog, eu publico lá textos criados por mim. Se gostares toca a seguir-me também :D.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  77. selo para ti no meu blog, Beatriz :)

    ResponderEliminar
  78. oh love, eu ofereci-te o meu selo oficial há uns tempitos. tu disseste que o postavas. afinal postaste mas nao disseste que fui eu que tambem ofereci :s beijoca <3

    ResponderEliminar
  79. oooh qe historia lindaaaa :$
    amei mesmo !
    vou seguir <3

    ResponderEliminar
  80. podes-me dar o teu email , não queria perder o contacto contigo e gostava de saber mais de ti :$
    não é muito normal eu pedir email a amigas por aqui (ainda só o fiz a uma) mas tu cativas a minha criatividade , desculpa :$
    estou a adorar ler este , demaiiiiiiiiiiiis <3

    ResponderEliminar
  81. adoro os teus textos.
    tem tanta emoção que me fazem lê-los como se eu própria estivesse nas histórias !
    este blog é dos melhores que andam por aí Beatriz ! (':

    ResponderEliminar
  82. Bem, encontrei este blog, comecei a ler e deixa-me que te diga, eu perdi-me nos teus textos até ficar com as pernas dormentes de tanto tempo que fiquei de pernas cruzadas em frente ao pc.

    *.*

    Continua a escrever.

    :D

    ResponderEliminar

Faz-me sentir que és única(o) pela beleza, pureza e sinceridade das palavras que transmites. Escreve com o coração e deixa-o encaminhar as mãos às teclas certas.