26 julho, 2010

Conspiração de amor ♥


Parte 1
A carta inesperada
Naquela manhã, depois de acordar e cumprir com toda a minha higiene, dirigi-me á caixa de correio tal como a minha mãe me ordenou, á procura de correspondência. Qual foi o meu espanto ao deparar-me com uma carta sem remetente. Não costuma ser muito usual isso acontecer. De certeza, que não seria para os meus pais. Só podia ser para mim. Espreitei por entre as muitas linhas. Era ele! A letra dele, o cheiro dele… Estava ansiosa por a ler, mas decidi que o melhor seria esperar até à noite, pois subiria ao telhado e após a leitura da carta olharia o céu e contaria todas as estrelas que nele vivem. Enfim, vocês percebem! Era um ambiente mais propício á leitura e reflexão.
Finalmente chegou a noite e eu peguei naquele objecto frágil de papel que outrora permanecera nas suas mãos, e corri para o telhado.
Sentei-me perto da chaminé, não hesitei e abri o envelope logo que me foi possível. Comecei a ler aquelas palavras cansadas de carregar tanto sentimento. Excertos da carta que me enviou:
'Amor’, lembras-te? Chamava-te carinhosamente de ‘amor’… um bocadinho cliché, é certo. Hoje em dia, é ‘amor’ para aqui ‘amor’ para ali, por ser uma palavra tão dita não tem tanto significado. Mas tu sabes, eu sei que sabes que quando te apelidava de amor era com todo o sentimento e mais algum. Estou-te a escrever porque as saudades são mais que muitas, tu também o sentes. Conheço-te tão bem que quase que aposto que estás a ler a minha carta no nosso refúgio. E se estou certo desse facto então podes ter a certeza que te conheço realmente bem. (…) Os últimos meses sem ti, têm sido insuportáveis. Completamente difíceis de aguentar. Davas um ar diferente á minha vida. Agora que te perdi é que te dou o devido valor. Foste num dia frio de Inverno, deixaste os teus amigos e não imaginas as saudades que temos. Foste viver para essa casa grande mas que tenho a certeza que não o suficiente para te preencher. Descobri a tua morada através de ... não interessa. Acho que é o destino a querer juntar-nos de novo. Uma das principais razões pela qual te estou a escrever é para dizer que te amo e para te deixar um enorme pedido de desculpas. Daqueles pedidos de desculpa de coração. Desculpa meu amor, desculpa a minha tamanha ingenuidade, e todo o sofrimento pelo qual te fiz passar. Perdoa-me! Não te peço para esquecer apenas perdoa. (…) (…) (…) Bem vou-te deixar, não acredito que seja fácil ler estas linhas que escrevi com o que de mais sincero eu tenho, o coração. Creio que já usufrui demasiado do teu tempo. Sendo assim deixo-te. Com um pedido de desculpas, verdadeiro’ “
Com tudo o que tenho, J ♥
PS: I love you!
Não posso dizer que não gostei da carta, muito pelo contrário, está linda, mas a minha resposta será completamente diferente da que ele esperava. Eu vou responder-lhe, vou dizer tudo o que não disse há uns anos atrás, porque ele merece ouvir e caso ele se mostre ainda com mais dor, talvez o perdoe. Não sei, logo se verá. A carta que lhe escrevi, nesta mesma noite foi:
"Olá J,
Não sei se deveria estar a responder àquelas tuas palavras, mas é mais forte que eu e sinto-me na obrigação de te dizer alguma coisa. Aviso desde já que haverá partes onde demonstrarei a minha revolta superficialmente. Por isso, se te magoar, sentirás o que eu senti durante todo este tempo. E não tenho pena nenhuma!
Foi errado tudo o que fizeste até agora. Após imensas tentativas falhadas eu decidi que iria deixar de ser um incómodo na tua vida e mudei-me para bem longe. Vim para esta casa no meio do nada para te esquecer… pois tentativa falhada da minha parte.
Não sei se te conseguirei perdoar depois de tudo o que tu me fizeste! Não sei se sou capaz, mas o meu outro lado diz que eu te amo e que apesar de tudo eu consigo. Vem ter comigo um dia destes e falamos pessoalmente. Esclarecemos tudo, juntos, no telhado onde eu estou agora, tal como referiste.
Estarei disponível para sempre. Não não. Para sempre, não. A relatividade dos ‘para sempre’ é super discutível. Estarei disponível, apenas isso. “ 
Beatriz Silva
Escrevi-lhe esta carta com revolta e amor, razão também. São ‘coisas’ que quase nunca andam juntas!
Não espero resposta da parte dele, apenas uma visita que resolva as coisas e agora, vou permanecer neste telhado, a contar as estrelas que vivem no céu desta noite maravilhosa!

História não verídica;

128 comentários:

  1. está muito bonito este texto. os excertos de ambas as cartas são muito bonitos, não é todos os dias que um jovem escreve uma carta a pessoa de quem gosta. adorei

    ResponderEliminar
  2. Está tão sentido! Gostei mesmo. És mesmo criativa óh máááágra! Arranjas sempre um tema que me poe de boca aberta! Está super original, obrigada!

    ResponderEliminar
  3. ESCREVES MARAVILHOSAMENTE BEM *.* , e tenho acerteza que não desiludiste os teus leitores com este texto :)

    ResponderEliminar
  4. às vezes sao precisas essas cartas para deitar toda a verdade cá para fora e nao continuarmos a enganar-nos a nós mesmos :)

    ResponderEliminar
  5. Espero mesmo que ele te vá visitar para exclarecerem tudo.

    ResponderEliminar
  6. lindo, profundo demais.
    quase chorei ..

    ResponderEliminar
  7. Robert Pattinson, sempre , mesmooo !

    ResponderEliminar
  8. já pensei em escrever-lhe uma carta, mas não. não é de todo do tipo dele e também não sei se é do meu tipo. sinceramente, hoje e talvez amanhã já não quero saber dele. ultimamente as pessoas têm me magoado muito e estou a dar-lhes o devido valor.

    ResponderEliminar
  9. ele nunca gostou de escrever. ainda me lembro quando, num dos primeiros encontros, ele para me explicar o que sentia por mim engasgou-se todo e só conseguia dizer "tipo.. eu sinto.. tipo" achei imensa piada e desde ai percebi o quão especial eu era para ele.

    ResponderEliminar
  10. As cartas têm sempre um significado e um sabor diferente das mss tecnológicas e trazem impressas as letras do nosso sentir.
    Muitas vezes cometemos erros que pagamos depois com essa saudade e sentir de uma perda que poderá ser para a vida inteira.
    O perdão pedido quer colmatar esse vazio que ficou, mas será que o que disse ou fez o que te magoou será banido das nossas mentes dos nossos corações com simples palavras como sim ou não?

    jorge d'alte
    sigo

    ResponderEliminar
  11. Está lindo, ambas as cartas :'s mas acredito que te tenha sido dificil responder-lhe, mas fizeste bem em o fazer!

    ResponderEliminar
  12. tá claro que sim minha querida. tá muito lindo * :)

    ResponderEliminar
  13. E fizeste muito bem, as verdades têm que ser ditas :s

    ResponderEliminar
  14. ele chegou a responder-te ? visitou-te ?

    ResponderEliminar
  15. pensei que fosse querida *

    mas mesmo assim quero entao saber disso no proximo post *

    direi entao que a historia é linda :) tu escreves bem *

    ResponderEliminar
  16. entao ainda bem *

    continua com esta bela escrita tão adorável e que eu gosto tanto de ler .

    p.s: era lindo se fosse verdade .

    ResponderEliminar
  17. amor! está tão lindo que tu nem imaginaaaas,
    dos melhores textos que li!

    ResponderEliminar
  18. ainda bem * e eu gosto, nao te esqueças :)

    ResponderEliminar
  19. que querida *.*

    repito: quero um novo post com a continuação :)

    <3

    ResponderEliminar
  20. É muito bonito saber perdoar. O perdão conforta e tranquiliza e, quem não perdoaria ao ler aquelas letras? E ele será ignorante suficiente para não atender o teu pedido? Estas duas missivas compoem-se e refletem os sentimentos vividos e sofridos e vê-se que é recíproco.
    Ps. não caias do telhado.

    ResponderEliminar
  21. obrigado beatriz (:
    , também tens um blog lindo, e este texto woow *-*
    amei !

    ResponderEliminar
  22. se ee se portar mal connosco, vamooos xD

    ResponderEliminar
  23. "Cartas de amor, quem as não tem". São retalhos de momentos inesqueciveis que juntos contam um passado que gostamos de recordar e cobrem sentimentos e segredos inconfessaveis.
    Este teu texto está do "varil". Gostei muito.

    ResponderEliminar
  24. só por estar tão forte já merecia uma liçao :b

    ResponderEliminar
  25. Esquece-o. Ele não merece nem metade do teu sofrimento! Amo-te (L)

    ResponderEliminar
  26. Claro que tenho razão! Os palhaços não merecem nada! Desculpa ;$

    ResponderEliminar
  27. Talvez, mas... não quero dizer mal de ninguém :)

    ResponderEliminar
  28. O perdão é o sentimento mais nobre que existe!

    Belas palavras!

    bjos

    ResponderEliminar
  29. Adorei o teu blog! :) É simplesmente fantástico!

    Se quiseres faz uma visitinha ao meu espaço:

    http://o-meu-reino-da-noite.blogspot.com/

    Beijinhos e obrigada *

    ResponderEliminar
  30. Ohhhhh... Muito obrigada, és uma querida :D

    Aparece sempre que quiseres e comenta, que comentários são sempre bem-vindos ;)

    ResponderEliminar
  31. Não é cansativo ler as tuas palavras. Está tudo muito bem definido. É um dos blogs que frequentemente visito com a mesma curiosidade de quem procura ler um livro, um jornal ou ouvir as notícias. Vai mostrando mais do teu esforço e delicia os teus visitantes com os conteudos férteis a que tu os habituaste.
    Anda "beia".

    ResponderEliminar
  32. Alguns vivem o amor na sua plenitude pelo simples facto de disporem dele em abundância. Aprenderam a amar, a entregar-se ao ser amado e a estabelecer relacionamentos criativos. Outros sofrem com o seu relacionamento amoroso. Depois de algumas decepções, tendem a isolar-se e a adoptar uma postura céptica em relação ao amor. Preferem ficar em casa no sábado à noite, assistindo a um filme. Passam todos os fins-de-semana sozinhos. Nunca aceitam o convite de um colega para sair. No início, sentem-se aliviados, pois acham melhor evitar problemas do que sair em busca do amor. Mas, depois de algum tempo, a solidão começa a apertar o coração.
    Nunca desistas de amar. Assume sempre o risco de demonstrar o teu amor, mesmo que a outra pessoa não o vá aceitar, porque amar alguém não é um problema nem um defeito; é uma virtude. Se ela não aceitar o teu amor, o problema não é teu, pois, uma vez que tu descobriste o jeito de amar, ficará faltando apenas encontrar um companheiro para a viagem a dois.

    ResponderEliminar
  33. O teu blog é viciante. Sempre que posso faço uma visitinha e, claro está, deixo a minha marca.
    Gosto imenso da tua objectividade.
    Bem hajam os blogs como o teu.

    ResponderEliminar
  34. Se amar fosse pecado tu estarias no inferno, mas... amar não é pecado, é sofrimento, dor e suspense. Quem muito ama muito sofre mas é um sofrimento sem dor quando sofremos por amor.

    ResponderEliminar
  35. oh meu amor *, fico muito feliz por saber isso. não sabes o quanto. gosto sempre de saber estas coisas. faz-me nunca desistir do blog.

    ainda espero a tua continuação da carta :)

    vou buscá-los e postá-los <3

    ResponderEliminar
  36. Muito obrigado pelos selos, minha querida. Também tenho o teu blog como um dos meus preferidos :)

    ResponderEliminar
  37. Se não estivesse eu não dizia, nem comentava, não é? :D

    ResponderEliminar
  38. muito obrigada *.*
    fico mesmo muito feliz por saber que estou nos teus blogues preferidos, mesmo mesmo, és uma querida. de novo, muito obrigada :)
    vou tratar de os postar todos.

    ResponderEliminar
  39. Eu perco-me na simplicidade das palavras acredita *

    ResponderEliminar
  40. Eu perco-me na simplicidade das palavras acredita *

    ResponderEliminar
  41. minha peqenina, MUITO OBRIGADA <3

    já postei o que não tinha, e os outros dois que já tinha, deixei lá um p.s a dizer que tambem me o tinhas oferecido <3

    GMDT :) e não desisto por enquanto *

    ResponderEliminar
  42. Às vezes tenho receio de os colocar ali, por albergarem uma série de emoções que nem sempre se percebem :$
    Mas acredita que é muito bom saber isso ^.^

    ResponderEliminar
  43. por enquanto não, por enquanto *

    OBRIGADA PELA FORÇA E DETERMINAÇÃO *

    <3

    ResponderEliminar
  44. já está minha querida ^^
    mais uma vez, muito obrigada *

    ResponderEliminar
  45. É essa tua (própria) maneira de escrever que te faz transmitir tão bem o que sentes acredita *
    Oh, muito obrigada por essa tua apreciação do meu blog e dos meus textos (:

    ResponderEliminar
  46. que simpatia, obrigada já os fiz e estão disponíveis nesta página: http://asdezhoras.blogspot.com/p/desafios.html

    ResponderEliminar
  47. Naquele telhado e de todas as estrelas que tu viste, uma eras tu, todas as outras eram pessoas curiosas em saberem o que escrevias. De tanto que gostaram que prometeram todas as noites esperarem por ti. Vai, um dia, de surpresa ao teu telhado e verifica se estão a cumprir a promessa. Eu acredito nelas, e tu?

    ResponderEliminar
  48. Naquele telhado e de todas as estrelas que tu viste, uma eras tu, todas as outras eram pessoas curiosas em saberem o que escrevias. De tanto que gostaram que prometeram todas as noites esperarem por ti. Vai, um dia, de surpresa ao teu telhado e verifica se estão a cumprir a promessa. Eu acredito nelas, e tu?

    ResponderEliminar
  49. Então, já sabes que estás à vontade para dar lá no meu espaço *

    ResponderEliminar
  50. claro que sim, é sempre bom quando se lembram de nós :)

    ResponderEliminar
  51. ooh :'D
    Olha, vou seguir, se quiseres faz o mesmo!

    ResponderEliminar
  52. meu doce, estou aqui. e se um dia resoslver desistir, ficarei com o teu contacto. não te preocupes . até lá, quem sabe eu mude de ideias e não desista.

    <3

    ResponderEliminar
  53. E como finalmente também já posso seguir, também te sigo *

    ResponderEliminar
  54. ó, fico feliz por gostares do meu blog, querida :)
    Assim que poder posto os selos no meu blog, muito obrigado *

    ResponderEliminar
  55. oh, não tem problema :D
    e para mais só segues se quiseres :D

    ResponderEliminar
  56. Nem sei que dizer a sério, não estava mesmo nada à espera que fizesses isso :o
    Resta-me agradecer-te por esses miminhos e que o meu próximo post terá lá os três selinhos +.+

    ResponderEliminar
  57. Nao veridicas mas maravilhosas!
    Adoro todo o post inclusive a foto ta linda!

    ResponderEliminar
  58. Reparei agora :|
    É estranho não te ter seguido também.
    Mas às vezes também me ocultam seguidores :s

    ResponderEliminar
  59. Oh, fica sempre bem agradecer (:
    Já tenho alguns em atraso, mas ainda não os publico já :/

    ResponderEliminar
  60. AHAH, habituar-me-ei então :)
    Só agora é que li o texto, está lindo *

    ResponderEliminar
  61. Quiçá mais até :b (nunca se sabe)

    ResponderEliminar
  62. É que eu as vezes nao tenho tempo para responder a todos, e entao..

    ResponderEliminar
  63. O futuro é mesmo incerto, nunca se sabe não é.
    Com o tempo, conhecer-me-ás melhor acredita (:

    ResponderEliminar
  64. OH AMOR É SÓ UMA MENIRA DE FALAR * :c

    ResponderEliminar
  65. Visto que é continuação deste vou gostar de certeza :b
    Também acho que sim, nunca é tarde para nada.

    ResponderEliminar
  66. Não te preocupes, confia mais em ti e escreve :b

    ResponderEliminar
  67. Achas que não tens auto-confiança? :/

    ResponderEliminar
  68. Fizeste sim. Mas sabes, melhor podemos sempre fazer, com o tempo vamos sempre melhorar, por isso com isso não te preocupes. Em realação a achares os textos dos outros melhores que os teus, temos sempre mais tendência a gostar mais das coisas do vizinho, do que das nossas. São coisas diferentes e ambas têm valor. Tens que confiar em ti, só isso.

    ResponderEliminar
  69. Vais ver que com o tempo vais criar uma auto-confiança :b

    ResponderEliminar
  70. Ainda és muito nova, ainda tudo pode acontecer.

    ResponderEliminar
  71. Adorei este post. Deu para perceber que ele mereceu essas tuas palavras, mas não é todos os dias que um rapaz manda uma carta a uma rapariga, só prova que a ama mesmo :')

    ResponderEliminar
  72. E essas experiências e vivências vão fazer-te crescer cada vez mais, cada coisa a seu tempo.
    Sim, tens razão, não tenho coragem!

    ResponderEliminar
  73. Ahah, pois é, não tinha reparado :p
    Também achei estranho, uma menina de 13 anos já ter assim uma história de amor :p Mas é mesmo pena, porque está brutal :)

    ResponderEliminar
  74. Exactamente. Ela vai chegar, acredita.

    ResponderEliminar
  75. siim amor , ainda bem que nos demos bem , :$ .
    - AIIE , QUE LINDO ! gosteo muito . Não não gosttei , AMEIIII , :o .

    ResponderEliminar
  76. ó amor , obrigada pelos selinhos , *-* .
    - TAMBÉM AMO MUITO O TEU BLOG , :$ .

    ResponderEliminar
  77. Oh, que querida. Obrigado por acreditares nas minhas capacidades :)

    ResponderEliminar
  78. Oh, que tontaa. Escreves e não é pouco :o

    ResponderEliminar
  79. ah, ainda bem :x que susto meu amor. Beijinhos

    ResponderEliminar
  80. obrigada por seguires o meu blog :)
    bem, tu escreves tão bem meu deus :O

    ResponderEliminar
  81. ADOREI,
    é penas não ser uma história não verídica,
    (estou ansiosa para ver o final desta história)
    mas que blog mais fofinho,
    amei.
    parabéns. : )

    ResponderEliminar
  82. gostei imenso e vou seguir a continuação até ao fim!

    ResponderEliminar
  83. já te fiz pedido , viste ? :$
    e claro que apaguei o comentário , ia fazê-lo mesmo senão me pedisses.
    parece que te conheço à imenso sabes ? :$ por isso mesmo te digo o mesmo , confio em ti :$$$ <3
    ESPERO QUE NOS TORNEMOS GRANDES AMIGAS , JURO!

    ResponderEliminar
  84. gostei imenso *.*

    escreves tao bem , !

    ResponderEliminar
  85. LINDO,LINDO,LINDO!!
    Imaginação acima de tudo, os meus parabéns :D
    *********************

    ResponderEliminar

Faz-me sentir que és única(o) pela beleza, pureza e sinceridade das palavras que transmites. Escreve com o coração e deixa-o encaminhar as mãos às teclas certas.