23 junho, 2010

Past ..



 
Vá, vem comigo caminhar sobre as águas mais profundas do Oceano. Vem comigo para bem longe desta praia repleta de recordações passadas. Recordações que eu não posso relembrar, recordações que me levam de volta ao passado. Pretérito este que eu quero esquecer, porque foi um relógio sem horas felizes, um cronómetro parado no tempo. Como é que eu consegui refazer o meu presente? Foi difícil, muito difícil aliás. Precisei de imensa força, além disso, vontade de viver, coisa que eu já não possuía há imenso tempo. Felizmente, eu alcancei o meu objectivo, refiz o meu presente, tal como desejava, mas não sozinha. Tinha quem me levantasse quando já não tinha mais forças para caminhar, e também quem me recordasse que eu era forte e que o meu objectivo podia ser alcançado.
O meu passado tem um tipo de portal magnetizante que me absorve e que me faz voltar de novo àqueles dramas e acontecimentos, portal esse que é capaz de me arrancar do solo, se tu não estiveres aqui, por isso, por favor, não quero ser torturada mais uma vez por estas lembranças tão reais. Se vieres para aqui e te juntares a mim, o nosso amor será mais forte que qualquer energia magnetizante e só tu me conseguirás salvar. Mas atenção, anda socorrer-me apenas se me amares. Se não for o caso eu ficarei a saber isso, de uma maneira mais brusca, como deves calcular. Se dizes que me amas e afinal é tudo fachada, eu ficarei a reconhecer somente se o portal me conseguir devorar! E sabes? Se não tiveres a certeza que me amas, vem na mesma e eu esclarecerei todas as tuas dúvidas, nem que para isso tenha que fragmentar a promessa que fiz a mim mesma [nunca mais voltar ao meu passado], só para que não fiques na dúvida.
Amor, estou aqui à tua espera, a ler um livro, afinal ainda tenho umas horas para olhar o mar, antes que surjas. Mas olha, vem depressa, porque quando chegares eu posso já ter regressado ao meu passado, forçadamente. Vem apressadamente, não me deixes desprotegida no meio desta multidão solitária.

22 comentários:

  1. oww melhoramiga este teu texto esta lindo
    Amo-te minha melhor (L'

    ResponderEliminar
  2. Está muito fixe, o blog e o texto.

    ResponderEliminar
  3. obrigada :) também gostei muito do teu

    ResponderEliminar
  4. oh não é de todo verdade, tens aqui um bom blog, o meu não é mais que o teu :o mas obrigada :)

    ResponderEliminar
  5. Obrigado eu, pelo comentário fabuloso. *

    ResponderEliminar
  6. Vamos domingo, temos que ir :)
    E passas a manhã em minha casa e não se fala mais nisso.

    ResponderEliminar
  7. fiquei sem palavras, tanto elogio!
    continua por aqui que serei uma seguidora assídua, podes ter a certeza!

    ResponderEliminar
  8. Sabes que mais melhoramiga este teu texto está extremamente lindo ,e o blog em si tambem está.Tens é que ter muita força,porque eu sei que tu es forte e que consegues ultrapassar isto tudo,e tu já sabes que independentemente da desicão que tomares eu estarei sempre do teu lado.Agora tens é que ser feliz ,e meter um bocadinho de lado a tristeza por mais dura que ela seja,nem que eu tenha que te ensinar a tocar vuvuzela.
    Amo-teee

    ResponderEliminar
  9. Sim eu sei que é dificil,mas tambem sei que tu consegues superar isso tudo.
    Sim claro temos que dar força a PORTUGAL,mas olha que eu nao sou assim muito boa a tocar vuvuzela.
    Amo-teee melhoramiga

    ResponderEliminar
  10. Nós temos muitas semelhanças Beatriz.
    Não gosto de ter alguém extremamente parecido comigo mas como temos muito a ver lá isso temos.

    ResponderEliminar
  11. Mt fixe o texto,tens uma (imaginaçao).
    A musica tbm é mt fixe

    ResponderEliminar
  12. eu escrevo textos dirigidos a ele, nao com o objectivo que ele os leia ou algo do genero mas porque me é muito mais facil exprimir o que estou a sentir na realidade, é como um desabafo e ajuda-me a me mentalizar desta realidade de qe estou a passar (:

    ResponderEliminar
  13. talvez nao o esqueça tao facilmente mas mentalizo-me do que estou a passar habituando-me e consequentemente deixando de sofrer.

    ResponderEliminar
  14. Na verdadeira amizade, dá-te mais ao teu amigo que o puxas para ti. Não só prefiras fazer-lhe bem a que ele to faça mas ainda que ele o faça a ele próprio a que to faça; faz-te ele, então, o maior bem possível quando a ele o faz. E se a tua ausência lhe for quer prazenteira quer útil, torna-se ela bem mais agradável que a tua presença; e de resto não é propriamente ausência se há meios de comunicardes um com o outro. Tira partido e proveito desse afastamento. Por vezes, uma separação é melhor e mais amplamente entras na posse da vida: ele que viva, lute e te veja, e tu a ele, mais plenamente que se ele estivesse presente. Uma parte de cada um de vós permanecerá desocupada quando estais juntos: sois um só. A separação espacial torna mais rica a união das vossas vontades. A insaciável fome da presença física denuncia uma certa fraqueza na fruição mútua dos desejos.
    Gostei muito do teu texto. Não conhecia esta tua faceta. Continua.

    ResponderEliminar
  15. Oh fofinha, muito obrigada**
    Olha eu também gosto muito de ti mas sabes que não podes ir pelos dois caminhos tens que optar. Mas também tens um ano pela frente para decidir o que queres fazer. Podes contar sempre com os meus conselhos e com a minha amizade +.+
    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  16. Adorei... Escreves tão bem...

    BEIJINHOS

    ResponderEliminar
  17. texto bonito meu amor +.+
    by:. beatriz marques

    ResponderEliminar
  18. esta lindo o teu blog muito

    ResponderEliminar

Faz-me sentir que és única(o) pela beleza, pureza e sinceridade das palavras que transmites. Escreve com o coração e deixa-o encaminhar as mãos às teclas certas.